A PALAVRA… e a falta de…

Essa é uma das letras mais legais que já fiz… infelizmente ela foi escrita sobre um enfoque que passou… mas o enfoque passou, entretanto a aplicação prática não! Tudo bem… que se lasque!

Mais arranjos revistos… várias modificações… várias novas ideias… estamos correndo atrás pra tirar o atraso…

A Palavra


Do que vale a palavra se não há pra onde ir

Viver a decadência sem motivos pra sorrir

Minha visão inebriada faz perder os sentidos

Essa incoerência só nos faz destruir

A velha busca pelo que está perdido

Vivendo a renúncia de um desejo proibido

Já não há mais caminho

Continuo sozinho

Então posso me acomodar

Esperar meu destino

Tal sentimento é pra sempre, contínuo

Quando o dia é longo e não parece acabar

Lhe faço companhia se o desejo não cessar

Nada me é acessível, mesmo quando está

Talvez encontre a maneira de não me entregar

Nada me é sensível

Nunca irá acabar

Procuro achar forças pra manter-me aqui

Mas tudo que quero deixou de existir

Nem sequer pensei escolher

Uma forma pra sobreviver

Sonhos, dinheiro, prazer …

Nunca vou saber

Amores, desejo, poder …

Nunca poderei ter

07-A Palavra_B

Por hoje é só!

Anderson

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: